Dicas de Adestramento

NECESSIDADES NO LOCAL CORRETO

Um problema bem comum quando trazemos um cãozinho para morar na nossa casa, são as necessidades no lugar errado. Para resolver esse problema é necessário tomarmos alguns cuidados e ajudar o animalzinho a acertar.

Por onde começar?

A primeira coisa que devemos ter em mente é que o bichinho não sabe onde deve fazer as suas necessidades e cabe a nós ensiná-lo, com muito amor e paciência. Escolha um ambiente tranquilo, sem trânsito de pessoas e que seja afastado de onde ele dorme e come. Cães preferem fazer suas necessidades em superfícies absorventes, portanto, até que o peludo aprenda a fazer no local correto, é legal não deixar o cãozinho ter acesso aos tapetes da casa. Por outro lado, devemos proporcionar locais com essas características como, por exemplo, tapetes higiênicos, jornal e graminhas.

Cães costumam fazer suas necessidades quando acordam, depois que comem e após as brincadeiras. Sabendo disso, devemos aproveitar esses horários para levar o amigão ao banheirinho e treiná-lo. Nada de deixar comida à vontade, o cãozinho deve ter horários para se alimentar, pois isso vai auxiliar no treinamento.

Quando não estiver em casa, não deixe o cão com acesso a todos os cômodos. Deixe-o confinado em um espaço onde de um lado esteja a caminha, água e o pote de comida e do outro o banheirinho. Assim evitamos que o peludo faça as necessidades em locais impróprios.

Sempre que o cachorrinho acertar, recompense-o elogiando, fazendo uma festinha e oferecendo um petisco ou algo que ele goste muito. Se ele errar, ignore e não dê bronca. A bronca atrapalhará o treino, pois o cão pode entender que fazer xixi ou cocô é errado. Além de não fazer mais as necessidades na sua frente, ele pode passar a fazer escondido.

Cães tem o faro muito aguçado e se deixarmos o cheiro de urina ou fezes no local que ele fez errado, ele poderá voltar a esse mesmo lugar. Sendo assim, depois de limpar, podemos aplicar um produto enzimático, a fim de retirar totalmente o cheiro.

Mesmo com treinamento, é natural que o cachorrinho erre muitas vezes até aprender. Tenha paciência e persista. Com tempo, os erros diminuirão.

DICAS PARA MEDICAR SEU CÃO

A tarefa de dar algum remédio para os bichinhos normalmente é bem complicada, mas uma dica interessante é que em vez de esperarmos o cão precisar ser medicado para nos preocuparmos, podemos começar desde cedo a treiná-lo para aceitar o procedimento sem estresse.

Para remédios líquidos, devemos utilizar uma seringa, enquanto estiver em treinamento podemos colocar algum líquido mais saboroso como uma água de coco, por exemplo, podemos passar um patê próprio para cães na ponta e oferecer ao cão e, aos poucos, ir liberando o líquido.

No caso de comprimido, podemos colocá-lo dentro de algo gostoso para oferecer para o cão, mas temos que lembrar que às vezes ele pode ficar sem apetite quando doente, então, é importante treinarmos ele para aceitar que a gente abra sua boca e coloque o comprimido, sem que ele fique irritado.

Isso deve ser sempre associado com algo positivo enquanto treino, então, nesse começo, devemos utilizar o petisco como se fosse um comprimido. Caso ele fique muito nervoso, não devemos forçá-lo, deixe para tentar em outro momento.

O importante dos treinos é que haja repetição até que o cão esteja totalmente confortável com os procedimentos.

Caso ele se mostre muito agressivo ou resistente ao treino é importante pedir auxílio a um profissional da Cão Cidadão.

MEDOS

Seu cãozinho tem medo de barulhos, como, por exemplo, fogos, trovões, secador de cabelo e aspirador de pó? Ou, então, medo de algumas situações, como ir ao pet shop tomar banho, se consultar com o veterinário ou andar de carro?

É possível ensinar a ele que não precisa ter medo. Com a dessensibilização conseguimos contornar a situação e deixarmos nossos peludos mais calmos.

Vamos começar com barulhos altos: podemos pegar na internet sons de trovões e fogos de artifícios, gravar e iniciar o treinamento.

A apresentação desses sons deve ser feita de forma gradativa para evitar sustos ao cão, portanto, comece com o som bem baixinho. Quando o mesmo começar a tocar, vá recompensando o pet na mesma hora e lembre-se que a recompensa é algo que vá deixar seu animal bem focado. Pode ser petiscos ou um brinquedo, assim ficará mais fácil associar uma coisa gostosa a um som que incomoda.

Aos poucos vá aumentando o som, porém, se você ver que o pet está incomodado, retroceda o treino, abaixe o volume e vá aumentando novamente a medida que ele se sentir confortável.

Esse treino vale também para o aspirador de pó e secador. Comece ligando os aparelhos em outro cômodo, de forma que o som fique um pouco abafado. Neste momento, recompense o cão e aproxime ele, aos poucos, ao som até que ele perca totalmente o medo.

No caso de situações como medo de carros, podemos levar o cão até o carro, se ele se sentir confortável perto do veículo, vá recompensando-o, mas se notar um desconforto, se afaste e vá gradualmente se aproximando até que seu cão fique confortável com a situação novamente.

Depois, abra a porta do carro e deixe seu cão entrar e sair no tempo dele, lembrando sempre de recompensá-lo quando perceber que o animal está confortável com o veículo. Após, ligue o carro e deixe que o amigo se acostume com o barulho e movimento que o automóvel faz.

Comece a dar voltas pequenas no quarteirão e, aos poucos, vá aumentando o trajeto e mudando os percursos, sempre recompensando o animal.

Outra observação muito importante: verifique se o seu melhor amigo está seguro no carro, seja com um cinto de segurança próprio para cães ou em uma caixa de transporte bem presa ao banco.

Os medos de veterinário e pet shop também podem ser contornados com o treino de dessensibilização.

Se o cão tem apenas um desconforto em relação ao local, podemos levá-lo repetidas vezes lá e sempre associar essas visitas com uma recompensa gostosa. Com a repetição, aos poucos ele acostumará e não terá mais problemas.

Se o caso for mais grave, o treino deverá ser feito com mais cautela e com muita paciência.
Comece a fazer atividades que o cão goste perto do local onde fica o pet shop, mas, lembre-se: o treino precisa ser gradativo, fique a uma distância que o cão não fique apreensivo e nem inseguro e comece a recompensá-lo. À medida que seu cão se mostrar relaxado, comece a se aproximar do local até que você consiga ficar dentro do pet shop com seu amigo calmo e tranquilo.

COMO EVITAR QUE O CÃO PULE NAS VISITAS?

Os cães são animais muito sociáveis com os seres humanos, e uma forma de eles conseguirem atenção e inteiração é pulando.

Sem querer, os tutores acabam encorajando os pulos, principalmente se o cão é um filhote, pois acabam dando atenção e pegando no colo, reforçando ainda mais esse comportamento. Como o cão teve a recompensa que estava procurando, passa então a repetir a atitude, aumentando a frequência sempre que desejar interagir.

O melhor a se fazer é treiná-lo para que ele não pule desde pequeno, pois se for um cão que no futuro terá um tamanho de médio a grande porte, os pulos podem causar um acidente e até derrubar uma pessoa, por exemplo.

Para treinarmos nossos amigos de quatro patas desde filhotes, podemos ensinar o comando “Senta” e, toda vez que chegarmos em casa, seguramos o petisco na mão e pedimos que ele sente, assim que o fizer, recompensamos com um pedaço do petisco e podemos fazer carinho.

Com o tempo, o cão passará a entender que para ganhar atenção ele precisa estar calmo e sentado, assim, toda vez que ele quiser interagir, sentará e aguardará.

Outra maneira de ensinarmos que nossos amigos não ganharão atenção pulando em nós é ignorando (desviando do mesmo ou virando as costas). A tendência é que ele se canse e pare de pular. Só após, poderemos interagir e dar carinho, mostrando que o comportamento de pular é errado e que ele só conseguirá interação se mantendo calmo e com as quatro patas no chão.

Lembre-se sempre de ter muita paciência e ensiná-lo com bastante carinho, assim, os treinos ficarão divertidos para você e para seu melhor amigo, e ele passará a se comunicar cada vez melhor.

Caso precise de ajuda, procure um adestrador profissional.

VEJA O VÍDEO (É DE CASA)dicas adestramento video

 

Para mais informações, entre em contato com a Cão Cidadão: 11 3571.8138 (São Paulo - SP) e 4003.1410 (demais localidades)
ou visite o site: www.caocidadao.com.br.

 

dicas adestramento 02